. O que é Astronomia?
 . Por que IYA 2009?

 . Astronomia no Brasil
 . Astronomia no Ceará

 . Planetários do Brasil

 . O Sistema Solar
 . Estações do Ano
 . Fases da Lua
 . Eclipses
 . O Céu do mês

 . As Constelações
 . Astronomia Sideral

 . Sites recomendados

 

 

 

 

 

 

 

POR QUE ANO INTERNACIONAL DA ASTRONOMIA?

OBJETIVOS GERAIS

Difundir na sociedade uma mentalidade científica.
Fornecer uma imagem moderna da ciência e do cientista.
Promover acesso a novos conhecimentos e experiências observacionais.
Promover comunidades e clubes de Astronomia.
Promover e melhorar o ensino formal e informal da ciência.
Criar novas redes de divulgação e pesquisa e fortalecer as já existentes.
Melhorar a inclusão social na ciência, promovendo uma
distribuição mais equilibrada entre os cientistas
provenientes de camadas mais pobres, de mulheres e minorias raciais e sexuais.



Prédio da ONU em Nova York, EUA.
 
    A ONU proclamou 2009 como o Ano Internacional da Astronomia.
     A 62ª Assembléia Geral da ONU (19/12/2007)

    Relembrando sua resolução 61/185 de 20 de Dezembro de 2006 sobre a proclamação dos Anos Internacionais,

    Sabendo  que a Astronomia é uma das ciências
mais antigas e que contribuiu e continua contribuindo de modo fundamental para a evolução de outras ciências e aplicações em inúmeras outras,

    Reconhecendo que as observações astrononômicas têm profundas implicações na ciência, filosofia cultura e concepção de universo,
    Notando que, embora exista um interesse generalizado pela Astronomia, é difícil para o público em geral ter acesso ao conhecimento da área,
    Consciente de que todas as culturas têm desenvolvido lendas, mitos e tradições a respeito do céu, planetas e estrelas, constituindo sua herança cultural,
    Saudando a resolução 33 C/25 adotada pela UNESCO em 19 de Outubro de 2005, que declarou seu apoio ao Ano Internacional da Astronomia 2009,  com a  visão da  importância  da  ciência  astronômica
para o conhecimento e desenvolvimento,
    Notando que a IAU tem apoiado a iniciativa desde 2003 e que agirá para o projeto tenha seu maior impacto,
    Convencida de que o Ano Internacional, entre outros aspectos, pode ter um papel crucial em despertar a consciência pública sobre a importância da astronomia para e outras ciências básicas para um desenvolvimento sustentável, através da empolgação suscitada pelos assuntos da Astronomia, apoiando a educação formal e informal em escolas e centros de ciência estimulando o envolvimento a longo prazo de jovens estudantes nos campos da ciência e tecnologia:

    1. Decide declarar 2009 como o Ano Internacional da Astronomia;

    2. Designa a UNESCO como a agência líder e como ponto focal para o IYA2009, e a convida para organizar, dentro de suas capacidades, atividades a serem desenvolvidas durante o Ano, em
colaboração com outras entidades ligadas à ONU, IAU, ESO, sociedades astronômicas e grupos espalhados pelo mundo, e, a este respeito, nota que as atividades do Ano serão custeadas por contribuições voluntárias, incluindo o setor privado;

    3. Encoraja todos Estados e organismos do sistema da ONU a aproveitar o Ano para promover ações em todos os níveis objetivando a consciência pública da importância da Astronomia e promovendo um amplo acesso ao conhecimento e à observação astronômica.

EVOLUÇÃO DA OBSERVAÇÃO ASTRONÔMICA

Stonehenge
Luneta Galileana
Telescópio SOAR
Telescópio Espacial

Desenhos das observações de Galileu

Manchas Solares
Luas de Júpiter
Anéis de Saturno
Fases de Vênus

400 ANOS DEPOIS...

Manchas Solares
Luas de Júpiter
Anéis de Saturno
Fases de Vênus

AVANÇOS NA COSMOLOGIA

Galáxia Espiral
Estrela Dupla
Sinal de Matéria Escura

POR QUE O ANO INTERNACIONAL DA ASTRONOMIA?

   O Ano Internacional da Astronomia em 2009 comemora os 4 séculos desde as primeiras observações telescópicas do céu feitas por Galileu Galilei. Esta será uma celebração global da Astronomia e suascontribuições para o conhecimento humano. Será dada forte ênfase à educação, ao envolvimento do público e ao engajamento dos jovens na ciência, através de atividades locais, nacionais e globais.
    A Astronomia é uma das ciências mais antigas e deu origem a campos inteiros da Física e da Matemática. Teve papel fundamental na organização do tempo e do espaço explorados pela humanidade. Forneceu as ferramentas conceituais para a astronáutica, para a análise espectral da luz, para a fusão nuclear, para a procura de partículas elementares. Os observatórios sempre estiveram na fronteira da óptica, da mecânica de precisão, da automação,
da detecção e processamento de sinais. Hoje, telescópios no solo e no espaço captam informações em todas as faixas do espectro eletromagnético, desde os raiosgama à ondas longas de rádio. Ela teve e tem profundo impacto no conhecimento e é uma das mais refinadas expressões do intelecto humano.
    Há um século, mal tínhamos idéia da existência
de nossa própria Galáxia e hoje sabemos que existem centenas de bilhões delas no limite de visibilidade do Universo e revelamos sua desabalada carreira para todas as direções. Conseguimos medir com boa precisão a idade e a composição química do Universo. Descobrimos um verdadeiro “zoológico” de astros, variando entre densidades mais altas que a do núcleo
 

atômico até mais baixas que o vácuo de laboratório e ambientes com temperaturas de bilhões de graus a poucos graus acima do zero absoluto. O céu é um imenso e diversificado laboratório de Física. Mostramos que a vida na Terra está intimamente ligada às estrelas, através dos elementos químicos que elas produziram
e da energia que fornecem.
    Há poucas décadas, a Astronomia revelou que todas as formas de matéria e energia tratadas pela Física constituem apenas uma minúscula fração do Universo, dominado pela matéria e energia “escuras”. Não tínhamos meios de demonstrar que as outras estrelas constituem sistemas planetários como o nosso, e em poucos anos já catalogamos mais de 200 planetas extra-solares. Neste início de um novo milênio, nos colocamos um novo desafio, o de detectar vida em outros planetas e de verificar se ela é um produto de leis naturais da evolução da matéria, como
prediz o evolucionismo, ou requer uma intervenção externa, como grande parte da humanidade ainda acredita. Qualquer que seja a resposta, o impacto no pensamento humano será enorme e isso pode ocorrer em poucas décadas.
    O interesse do público pelo espaço cósmico nunca foi maior, colocando as descobertas astronômicas na primeira página da mídia. O Ano Internacional se propõe a satisfazer a demanda por informação e por envolvimento. Não só em 2009, mas engajando a longo prazo educadores, artistas, cientistas e astrônomos amadores numa rede de divulgação científica.

Texto divulgação da UNESCO

Desenvolvido por: Dermeval Carneiro
©2009 - SEARA DA CIÊNCIA - Todos os direitos reservados.

Volta à página inicial