SEARA DA CIÊNCIA
CURIOSIDADES DA FÍSICA
José Maria Bassalo


O Elemento Químico de Boyle

O Elemento Químico de Boyle.

 

O célebre livro intitulado The Sceptical Chemist ( O Químico Cético”) publicado em 1661, do físico e químico inglês Robert Boyle (1627-1691), é um importante marco na História da Ciência, pois, em meu entendimento, corresponde a passagem da Alquimia para a Química. Nesse livro Boyle apresenta o que lhe pareceu a forma mais simples da matéria: o elemento químico. Com este, acabou-se o mistério que envolvia o átomo dos gregos antigos, uma vez que enquanto este era considerado impalpável e imaterial, o “elemento Boyleano” representava um componente concreto de uma substância. Segundo sua definição: Entendo por elementos certos corpos primitivos e simples, perfeitamente sem mistura, o qual não sendo formado de quaisquer certos corpos nem uns dos outros, são os ingredientes dos quais todos os corpos perfeitamente misturados são feitos, e nos quais eles podem ser finalmente analisados. Contudo, a descoberta da radioatividade (ver verbete nesta série) pelo físico francês Antoine Henri Becquerel (1852-1908; PNF, 1903), em 1896, mostrou que o caráter indivisível do “elemento Boyleano” não era mais preservado, já que, em certos casos, um elemento químico [urânio (U), por exemplo] poderia emitir de seu interior, um outro elemento químico [a partícula a- o hélio (He) -, por exemplo].