SEARA DA CIÊNCIA
CURIOSIDADES DA FÍSICA
José Maria Bassalo


Hitler, Planck e os Judeus-Comunistas. .

Quando o líder do Partido Socialista Nacional (Nazista), o alemão Adolf Hitler (1889-1945) foi nomeado Chanceler do Reich, em 1933, assumindo, desta forma, o poder da Alemanha, o físico alemão Max Karl Ernest Planck (1858-1947; PNF, 1918), na qualidade de Presidente da Sociedade Kaiser-Wilhelm, tempos depois, foi fazer-lhe uma visita de cortesia. Por essa ocasião, já começara a perseguição aos judeus por parte dos Nazistas. Em conversa com o Führer, Planck tentou defender seu colega, o físico-químico alemão Fritz Haber (1868-1934; PNQ, 1918), que se tornara célebre por haver descoberto um método de sintetizar a amônia ( NH3), e que era judeu. Depois de ouvir Planck falar das qualidades cientistas de seu amigo Haber, assim como das qualidades culturais de algumas famílias judias alemães, Hitler respondeu-lhe: Contra os judeus em si, não tenho nada. Porém, os judeus são todos comunistas, e estes são meus inimigos, contra eles eu luto. Registre-se que, por haver conspirado contra os Nazistas, o filho de Planck foi fuzilado em 1944.