SEARA DA CIÊNCIA
IMORTAIS DA CIÊNCIA

PLATÃO

Platão, um dos fundadores da filosofia ocidental, viveu na Grécia aproximadamente de 424 aC a 348 aC.

Diferentemente de seu mestre, Sócrates, Platão deixou um legado de muitos escritos cobrindo temas de filosofia, lógica, ética e matemática.

O nome Platão na verdade era um apelido significando "largo", o que sugere que o filósofo devia ser bem robusto, mas isso não é bem certo pois esse nome era comum na Grécia. Na verdade, parece que os filósofos gregos apreciavam a boa forma física.

O importante são as idéias de Platão acerca do conhecimento e da natureza das coisas. Platão considerava que as idéias tinham vida própria, isto é, quando você tem uma idéia você está meramente descobrindo algo já existente. Ter uma idéia seria quase que ter uma lembrança. Esse tipo de crença, chamada de Platonismo, implica naturalmente na existência de um mundo exterior à vida humana, que contém tudo que pode ser aprendido. As descobertas matemáticas, por exemplo, seriam exatamente isso, descobertas, e não a criação de algo antes inexistente.

O interessante na obra de Platão é que ele atribui a Sócrates quase todas as elocubrações que apresenta em seus escritos. Segundo essas opiniões, a realidade que vemos é apenas uma representação imperfeita de um outro mundo mais amplo, de formas perfeitas.

Um bom exemplo são os chamados "sólidos platônicos", os cinco objetos geométricos formados de faces iguais e lados iguais. A pura existência desses cinco sólidos (e não três ou sete, por exemplo) já seria uma indicação de que as formas geométricas têm existência própria, independente da matemática humana. Quando a gente constrói um cubo está apenas armando uma contrafação imperfeita do objeto ideal que existe no mundo das idéias.

Quanto ao tão falado "amor platônico": Platão concebia o amor como uma busca pela perfeição total, a Beleza com B maiúsculo. Como essa busca é certamente em vão, Platão achava que o amor físico é uma forma imperfeita e infrutífera de se encontrar a Beleza e, portanto, deve ser evitado. Esse palpite não teve muito sucesso

A obra de Platão é vasta e continua a ser objeto de estudo e interpretações. Entre os matemáticos modernos que podemos chamar de "platônicos", um dos mais influentes foi Kurt Gödel, amigo de Einstein e demolidor das tentativas de axiomatizar a matemática.