SEARA DA CIÊNCIA

ALBERT SABIN

Nasceu em Bialystok, Rússia (hoje Polônia) em 26 de agosto de 1906 e faleceu em Washington-EUA em 3 de março de 1993.

Filho de judeus poloneses, emigrou para os Estados Unidos em 1921 e se naturalizou americano em 1930. Iniciou seus estudos no curso de odontologia na Universidade de Nova York mas interessou-se em microbiologia e mudou para o curso de medicina. Formou-se médico em 1931 e em 1939 tornou-se professor de pediatria na Universidade de Cincinnati.

Serviu o exército durante a II Guerra Mundial como oficial médico e iniciou sua luta contra doenças infecciosas como a encefalite. Depois da guerra voltou sua atenção para a poliomielite quando tentou crescer o vírus fora de organismos vivos.

Na tentativa de produzir a vacina contra a doença, ele discordava da técnica de Salk de injetar vírus mortos pois achava que só o vírus vivo poderia induzir a produção de anticorpos por um longo período. Além disso, o vírus vivo poderia ser absorvido pela boca e se espalhar pelo organismo. Depois de conseguir as três variedades de vírus atenuados Sabin testou a vacina nele próprio e depois em voluntários presos. Em 1957 ele obteve a vacina das três cepas de vírus.

A vacina Sabin foi adotada na Rússia com grande sucesso mas só em 1960 foi aprovado seu uso nos Estados Unidos. Por causa de seu trabalho a poliomielite já foi eliminada em muitos paises.

Albert Sabin renunciou aos direitos de patente, consentindo e facilitando sua difusão para a população de todo o mundo.